Português Jurídico

Objetivo geral

Desenvolver no participante capacidade de produzir e interpretar textos relacionados à atividade jurídica de forma eficiente, clara e correta. A boa redação de textos jurídicos é fundamental para realização profissional de quem tanto depende da linguagem.   

Público-alvo

Servidores e magistrados de todos os departamentos que produzem ou interpretam correspondências ou documentos.   

Carga Horária

60 horas (seis semanas de duração).

Conteúdo programático

A linguagem jurídica

  • A importância da linguagem na atividade jurídica;
  • Padronizações e normalizações (manuais de redação oficial, atos normativos com orientações sobre o assunto);
  • Linguagem jurídica: expressões e vocabulário;
  • Erros de preciosismo, rebuscamento ou coloquialismo;
  • Dúvidas comuns no uso adequado de expressões jurídicas.

Competência textual

  • Qualidades e defeitos de um texto;
  • Princípios de um texto adequado;
  • Diferentes estruturas (pensamento dedutivo, indutivo etc);
  • Linguagem adequada em órgãos públicos (Redação Oficial);
  • Organização do pensamento;
  • Principais erros lógicos e estruturais.

Aspectos gramaticais

  • Novo acordo ortográfico;
  • Aspectos gramaticais relacionados à linguagem jurídica (pontuação, concordância, regência, crase, pronome etc.).

Professor

O professor Marcelo Paiva coordena cursos de pós-graduação de Português Jurídico, Língua Portuguesa, Linguística, Revisão de Texto, Retórica, Português para Profissionais etc.; autor de 46 livros sobre o uso adequado de nosso idioma em especializações relacionadas principalmente à atividade institucional; ministra cursos a diversas instituições públicas e privadas: Supremo Tribunal Federal, Conselho Nacional de Justiça, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior do Trabalho, Superior Tribunal Militar, Ministério Público da União, Câmara dos Deputados, Polícia Federal, tribunais regionais e estaduais, agências reguladoras, ministérios etc. 

Regras

1. A inscrição deverá sempre ser realizada com o e-mail institucional no formulário disponível nas informações de cada curso ou por meio de mensagem ao Instituto Educere com nome completo, e-mail e curso desejado. Nas duas opções de inscrição, o servidor receberá mensagem com confirmação de inscrição. Se não receber a mensagem, entre em contato com o Instituto. 

2. Não haverá necessidade de o servidor informar ao Tribunal quando concluir um curso para realizar a averbação, pois o Instituto Educere enviará mensalmente ao Tribunal relatório com os servidores aprovados em todos os cursos nos últimos trinta dias. No mesmo dia em que enviar o relatório mensal ao Tribunal, o Instituto Educere enviará a cada servidor aprovado o certificado de conclusão.

3. Caso tenha dúvida, basta entrar em contato com o Instituto Educere (institutoeducere@institutoeducere.com.br).

4. O servidor pode se inscrever em quantos cursos desejar até novembro de 2023 sem custo algum.

Entrar em contato com o Instituto Educere